Aprendizagem Colaborativa Cultura Empreendedorismo Recursos Humanos

Humanize! O que rolou no CONARH 2019?

Este mês (agosto) aconteceu a 45ª edição do CONARH (Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas). Seguindo na nossa busca eterna por especialização e conhecimento das áreas financeira, contábil, fiscal e de RH, não podíamos ficar de fora de um dos maiores eventos do gênero do mundo. E valeu a pena, porque o CONARH contou com dezenas de palestras impactantes, a feira de negócios Expo ABRH, com 170 expositores, além dos espaços Open Jungle, Lab Digital e Squad Challange, que proporcionaram diferentes atividades sobre inovação aberta e merecem um destaque a parte. Neste artigo vamos fazer um breve review do que vimos por lá e sobre como essas informações estão impactando o mercado de gestão de pessoas. Acompanhe. Começando por Tecnologia e Inovação, é claro! Como somos apaixonados por tecnologia e trazemos inovação no DNA da empresa, não podíamos deixar de destacar a experiência do Open Innovation do evento. Foram três diferentes espaços pensados para que os congressistas pudessem se conectar com conceitos e experimentações práticas de open innovation, voltados para a área de Recursos Humanos. Foi uma imersão totalmente tecnológica e inovadora nos conceitos, técnicas e ferramentas de inovação aberta. Veja um resumo de cada espaço: Lab Digital: um espaço de conteúdo no mezanino que apresentou painéis de discussões voltados à inovação e tecnologia em Recursos Humanos. Os palestrantes foram fundadores e CEOs de startups e executivos de empresas com conhecimento em people analytics, educação no século XXI, transformação digital, e outros temas. Open Jungle: durante uma hora, os congressistas, organizados em pequenos grupos, passaram por diferentes estações de experimentação. Começou com um museu da empatia, onde puderam se colocar no lugar de outras pessoas com roupas que simulavam a gravidez, vídeos em realidade virtual com outros pontos de vista e cadeiras para conexão silenciosa e empática entre duplas. Em resumo, foram experiências interativas e imersivas que provocaram uma conexão com o próximo, tão fundamental para inovação. Depois, cada grupo realizou uma análise de três diferentes situações reais sobre aplicação das técnicas e ferramentas de inovação aberta em recursos humanos. Por último, aconteceu a prototipação em grupo de um case em tempo real. Squad Challenge: O Squad Challenge era um aquário localizado no centro do circuito do Open Jungle, onde grupos de sete pessoas buscavam, de forma colaborativa, construir uma solução para diferentes cases, utilizando ferramentas que os próprios participantes ajudaram a desenvolver. Depois, cada grupo teve a oportunidade de apresentar um pitch de apresentação do trabalho realizado para uma bancada de mentores-anjos. Sensacional e disruptiva foram as palavras que ficaram na nossa mente depois dessas experiências. Um pouco mais do que rolou… A temática desta edição do CONARH foi Humanize, uma proposta de promover a reflexão de como manter o foco no lado humano em tempos de inteligência artificial, transformação digital e tecnológica. Os painéis e palestras foram organizados em trilhas de conhecimento e apresentaram tendências, ferramentas e estratégias, tratando de diversos temas como, por exemplo, bem-estar, saúde mental, sustentabilidade e diversidade. Só para você ter uma ideia, logo no primeiro dia rolou a palestra de abertura foi feita pelo médico e ativista social Patch Adams. Ele relacionou seu trabalho em hospitais com o tema oficial do evento deste ano – Humanizar, como humanizar mais as pessoas, valorizar o trabalho de todos e como colocar tudo em prática. Foi sensacional. Depois dele, os conteúdos relevantes continuaram com as palestras de Bruna Lombardi, que falou sobre a felicidade, e como ela é importante para equilibrar   corpo, mente e espírito. A ex-ginasta Laís Souza em conjunto com Renan Dal Zotto falaram sobre como o esporte pode ensinar sobre alcançar e manter a alta performance na vida e nos negócios, entregando mais com qualidade e sem perder as emoções. O primeiro dia terminou e nos sentimos como? No mínimo, inspirados. O segundo dia também foi intenso, trazendo temas importantes para reflexão, como Inclusão e Diversidade, humanos e recursos, o papel do coaching na humanização das empresas e como a inteligência artificial irá redefinir as Gestão de Pessoas. Os assuntos foram tratados por gente de peso e com experiências muito interessantes como os tenentes responsáveis pela operação de salvamento das vítimas de Brumadinho e Camila Junqueira, diretora geral da Endeavor Brasil que falou sobre o papel da cultura organizacional como meio de fortalecer valores e pessoas. O último dia chegou e os temas abordados foram preconceito e diversidade no mundo corporativo, maternidade, sensibilização, como sair da zona de conforto, sempre destacando a humanização, tema central do evento. Os Aprendizados do CONARH 2019 Como você sabe, somos apaixonados por metodologias Ágeis, novas tecnologias e como aplicar isso tudo para trazer mais resultados para nossos clientes. Mas, além disso tudo, entendemos que nossos clientes são pessoas e precisamos entender cada vez mais o que as motivam, suas necessidades e desejos. Daí a necessidade de tornar o relacionamento no ambiente corporativo (nosso e dos nossos clientes) cada vez mais humano e empático. Esse foi um dos aprendizados mais poderosos que trouxemos desta experiência incrível que foi o CONARH 2019. Seguimos no nosso desafio de sempre nos manter atualizados com o que há de mais novo, em termos de tecnologia. Desta forma, podemos tornar os processos de nossos clientes mais eficientes, com uso de métodos ágeis, para que os processos administrativos de sua empresa se tornem digitais. Mas, sem nunca esquecer das pessoas. Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *